Comportamento, moda, fotografia, música, textos de amor e dicas. Um Blog com tudo aquilo que adoramos fazer antes de sonhar! – Por Mariana Solis

quarta-feira, julho 14, 2010


Stone

Quando começou? Não faz muito tempo, mas realmente não me lembro. Antes desse acontecimento, via você conversando com outras garotas e não sentia nada, somente sorria para você que retribuía por educação. Via fotos, via você abraçar outras e querer as outras e sabe o que eu sentia? Pois é, nada.
O que aconteceu? O que você fez? O que mudou? Talvez pequenas coisas, mas foi a mudança de pessoas e papeis. Teu sorriso começou a ser para mim, as conversas direcionadas para mim, o sorriso não era mais por mera educação, o abraço mais apertado tinha nova dona. Pois é, eu! Não só você mudava, mas num momento errante de descuido do meu coração de pedra, permiti explorá-lo, conhecer meus amores e sentimentos e meio que sem querer, deixei você tomar o lugar da pessoa errada, mesmo não sendo a pessoa certa pra mim também, somos tão diferentes e você sabe disso. E essa diferença e ter a oportunidade de conhecê-la me fez ter motivos para sorrir, te querer por perto e ter(digo, morrer) ciúmes de você, ao ponto de não querer te ver conversar com ninguém além de mim, me machucava. Se um dia chorei por você, eu não me lembro. Você não me mostrou motivos para chorar, talvez para me iludir, mas não para sofrer. Tendo um pensamento diferente e um sentimento diferente do seu, tenho medo de compartilhá-lo com você. E se tudo mudar? Estou tão bem assim, com sua presença as vezes não tão constante (um pouco de saudade também faz bem) e se um dia as coisas mudaram e isso me deixou feliz, tenho medo de que aconteça o contrário. Não deveria ter permitido, coração de pedra não foi feito para amar. E coração de pedra que ama, adora escolhas erradas. Por todos os sorrisos, os questionamentos, os conselhos, os momentos e indiretas, meu coração de pedra é seu. Desculpe por isso, eu não queria, eu não devia. Desculpe se te permiti conhecer meu coração e te fiz perder por lá, não quero que encontre uma saída. 
Desculpe, eu te amo.
Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas sua opinião é sempre bem-vinda! Comentários desrespeitosos ou caluniosos serão banidos.
Fique livre para enviar uma sugestão, dúvida ou crítica: entre em contato comigo.
Certifique-se, antes, se a sua dúvida já está respondida no F.A.Q. Obrigada!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...