Comportamento, moda, fotografia, música, textos de amor e dicas. Um Blog com tudo aquilo que adoramos fazer antes de sonhar! – Por Mariana Solis

sábado, novembro 27, 2010


Ritmo Perfeito

Finalmente meus pensamentos ficaram baixos demais para a música no último volume. Falta música dentro de mim, algo que alguém vicie e escute mil vezes sem enjoar. Chega uma hora que o silêncio interno sufoca. Preciso de uma voz dentro de mim, uma música que retrate minha vida a cada segundo, esteja eu triste, feliz, desiludida, ou sei lá. Algo que seja meu, que alguém sinta e cante comigo. Sou a falta de sentido que faz todo sentido. Bem desse jeito.
No instante em que deixo de me importar com os outros ou com que os eles pensam, sou o que eu devo ser. Chorando quando quero, falando o que penso e sentindo com o coração, sem esperar algum consolo, apenas deixar com que tudo aquilo que foi acumulando extravase por aí. Eu preciso disso, essa sou eu! Deixei de me preocupar com o que estou vestindo ou se meu cabelo está aceitável, simplesmente tudo isso não define caráter ou o que sou. Mas às vezes, quando alguém pergunta quem é você eu não sei responder. Essa pessoa não quer saber da minha vida, do que sinto ou por que choro. Sou tão confusa, tão dramática, mas sou tão eu que ninguém no mundo seria capaz de me entender ou fazer parte da minha música. Eu juro que estou me acostumando com isso, eu juro que não me importo mais. Mas chega uma hora que eu vejo que nada teve valor e tanto tempo, tanto sofrimento, tanto eu foi em vão. Oh, isso está tão confuso! Mas não tente me entender, seria impossível. Apenas finja que sente comigo ou que me entende, é suficiente. Não tente cantar minha música, meu coração pode bater mais rápido ou mais lento que o seu, quem sabe. As batidas dele são o perfeito ritmo da minha melodia, por mais que seja silenciosa e apenas eu a escute. Agora eu só saio na rua com meus fones de ouvido no último volume para não escutar meus pensamentos, com o lápis provavelmente borrado, sem me importar se alguém vai entender ou olhar para as lágrimas que escorrem pelo meu rosto. Vou chorar quando quero, vou sair por aí sem me importar com isso. E se quer saber? Eu gosto disso.
6 comentários

6 comentários:

Café Bouclé disse...

I'm happy for you!
:)
http://cafe-boucle.blogspot.com/

paula de vasconcelos. disse...

me identifiquei super com o texto :D

Ana Kélvia disse...

sempre me identifico :D

Mariana Solis disse...

É uma sensação INCRÍVEL perceber que não estou sozinha no mundo! Obrigada meninas, por sentirem comigo, a cada momento!

Anônimo disse...

54

Mariana Solis disse...

What?

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas sua opinião é sempre bem-vinda! Comentários desrespeitosos ou caluniosos serão banidos.
Fique livre para enviar uma sugestão, dúvida ou crítica: entre em contato comigo.
Certifique-se, antes, se a sua dúvida já está respondida no F.A.Q. Obrigada!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...