Comportamento, moda, fotografia, música, textos de amor e dicas. Um Blog com tudo aquilo que adoramos fazer antes de sonhar! – Por Mariana Solis

domingo, janeiro 29, 2012


Boa sorte, meu amor

Algumas noites mal dormidas e uma conclusão do que jamais havia considerado opção um dia. Devaneios intuitivos e mais doses de indecisão: razão ou emoção? De repente me vejo tão dividida que mal sei o que posso sentir. Nem pude notar que passei tanto tempo assim, de mãos atadas, imóvel e inconsciente do que todo esse meu amor por ti me fez ser. Certa hora cheguei a me ver no espelho sem reconhecer meu próprio ser. Ei, é  você? Sinto que não, que aquela face no espelho já não é mais minha. Essa não sou eu. O que me levou ao abandono do corpo, para me render tão facilmente ao teu? Tento compreender e buscar algum resquício na memória de quando tudo se reverteu nessa sensação na qual já estou tão submersa. Deparo com conflitos em lembranças que você me fez te odiar tanto quanto te amo. Hoje nem sei porque o amo mais. Os motivos já são outros, e os que me fizeram ser tão apaixonada por ti reverteram em razões de te esquecer. Ei, menina, esquece esse idiota. Ele não te ama, você não deve amá-lo. Há algo tão tênue entre nós que mesmo que nada nos impeça, sinto uma parte de mim colada em você. Seria tão mais fácil se eu pudesse deixar meu coração contigo, onde está agora e partir sem ele. Sem ti e sem um coração parece ser uma solução até fácil. Afinal, que diferença faz?
Antes eu tinha algo ferido no peito. Se eu deixá-lo para trás não vai doer mais. Não em mim.
Ficou claro que eu fui a única que sofri na nossa história. Desde o início sofri sozinha. A causa de um desamparo de tine no meu corpo, exala e grita a verdade. Com o mínimo de cuidado e a falta de zelo. Quando alguém tem valor, ela é tratada como um cristal, frágil e precioso. Nas tuas mãos eu nunca me senti assim. Tuas manias, teus defeitos. Qual foi o encanto que vi em você? Parece até que encomendei essa vontade de ser sua, para ter só mais um motivo para não desistir. Você não entende, mas eu entendo. Entendi que minha confiança não surgiu do nada, porque você foi meu confidente. Entendi que todas as vezes que nossos olhares se cruzavam eu me entregava além do que um corpo poderia ser do outro. Passo a apenas aceitar essa dependência compulsiva que tenho de nunca nos abandonar, por motivos que não mais valem a pena. Pensei que um dia nós fôssemos superar isso juntos, que seria fácil se eu o tivesse ao meu lado. Que fosse algo tão forte quanto o amor. Só que não era. 
Nunca foi. 
Eu me entrego ao desconhecido, porque sei que isso me leva até você. O sono não vem, a insônia toma as partes vagas de mim. Eu preciso de um consolo, do teu colo, de ti para dizer o que nunca me disse. É como se eu exigisse teu amor, teu apego, teu apelo. Mas você me arruinou e fiquei sem opções. Se te amo ou te odeio para sempre, por todo esse rancor e amargura que levo comigo. Certeza tenho que já não sou a mesma que te amou um dia, incondicionalmente. O reflexo perde a nitidez, o espelho embaça. Não me reconheço, não te enxergo nos meus olhos. Então tudo fica claro, como o semblante agora vivo à minha frente. Ei, é você? Sorrio. Eu entendi. Um gesto minucioso, os olhos piscando rápidos, agora surpresos. Tá doendo em você, garoto? Em mim não mais. Dessa vez meu coração ficou com você e eu não aceito devolução. Trate-me de devolvê-lo só quando estiver da forma como eu o entreguei: inteiro. Boa sorte, amor. Agora é a sua vez de ver que eu fui muito mais do que você é capaz de ser. Se eu fiz por amor, agora faça por piedade. A verdade meu bem, o que eu fiz por nós, ninguém mais faz. 
4 comentários

4 comentários:

Maíra Cunha disse...

Nossa eu amei o texto, belíssimas palavras. Porque o amor faz isso com a gente ? Estou seguindo, ficarei grata se puder dar uma forcinha lá e seguir de volta, voltarei mais vezes!

http://fazdecontatxt.blogspot.com

Jéssi moreirha disse...

aaaaaaamei seu texto , esta de parabéns !

Cabide Moderno disse...

Descobri seu blog agora e já adorei! Me responde uma coisa, você mesma faz esses textos? São muito lindos, sério. Estou seguindo aqui.
Beijos
http://cabidemoderno.blogspot.com

Equipe Feito na Hora disse...

amei o texto, ..

abraço
Cristina
http://feitonahora.blogspot.com

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas sua opinião é sempre bem-vinda! Comentários desrespeitosos ou caluniosos serão banidos.
Fique livre para enviar uma sugestão, dúvida ou crítica: entre em contato comigo.
Certifique-se, antes, se a sua dúvida já está respondida no F.A.Q. Obrigada!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...