Comportamento, moda, fotografia, música, textos de amor e dicas. Um Blog com tudo aquilo que adoramos fazer antes de sonhar! – Por Mariana Solis

sexta-feira, fevereiro 10, 2012


Je t'aime

Este é o centésimo Txt InLove do Blog!
Não é isso... talvez estamos vendo um mesmo sentimento de uma forma muito diferente.
Nesse momento o mundo gira e eu não me movo. Pergunto-me se existe uma outra maneira de falar de amor. Não chove, mas em alguma parte de mim transborda. Será que devo sair daqui, e correr o mais longe possível que eu possa ir? A insanidade me sorri com sua eloquência, num movimento de envolver-me, num enlace certeiro do que estou para fazer. Controle-se, Mariana. Respirar nunca me pareceu tão vital como agora. E são nos limites que me deparo, enquanto seu rosto não demonstra qualquer alteração com a minha reação desesperada de ouvir suas últimas palavras. Você espera minha resposta, seus olhos pedem uma resposta que fosse. Estou tomada por uma sensação inebriante, sem exigir compreensão. Emergida em turbilhões de pensamentos explosivos, enxergo dois extremos do que pode ser daqui para frente. Percebo que não consegue ver o quanto isso me afronta. Mas nem mesmo você pode me tirar desse transe. Estou longe, enquanto procuro algum resquício de voz por entre minhas cordas vocais. Nada sai, um grunhido apenas. Essa pode ser nossa última noite, a última dança, essa música. 
Justo agora, enquanto toca a trilha sonora de todos os nossos sonhos.
Você diz que estou ficando para trás, mas não me pergunta os motivos. Naqueles bons e velhos dias. Contigo, fui um pulso sem descanso, a terra prometida, o calor depois da chuva. Um beijo sutil, uma arma carregada, a escolhida. Enquanto isso penso de quantas formas posso lidar com essa realidade. Porque daqui para frente, posso sozinha comemorar os meses que já não faremos mais. E soprar velas por anos de ausência, consequência desses meses de felicidade. Sinto o quanto foi efêmero em toda sua intensidade. Enquanto rogo para que essa música não acabe, lembro das vezes que te amei mais por ter esse perfume que combina mais na minha pele e no meu cabelo. Você me aconchega nos seus braços e aperta-me com sua força. Isso me alivia, e em toda controvérsia, gera-me um pânico pelo vazio que está por vir. Eu ainda não posso entender se ainda consegue interpretar um mero olhar meu, sem nada dizer.
Talvez os novos olhos sejam os seus, e estes, eu já não possa entender.
Eu ainda te amo.
Por quê, me diz então? É outra garota? É mais uma daquelas idiotas que te conquistou pela bunda e não pelo sorriso? Aposto que se for isso, essa outra aí não vai durar nada. Você vai se arrepender e querer voltar para mim, porque sabe que eu ainda estarei te amando. Deve existir algum motivo que eu desconheça, que tenha feito mudar assim tudo tão rápido. Fui eu? Eu te magoei? A única ferida da história, sou eu. Que aceito as vezes que o futebol parece mais interessante que irmos no cinema, ou então seus amigos são melhores que um piquenique no parque. Parece tão fútil, não é?
Todas essas baboseiras de mulherzinha. 
A verdade é que eu sinto falta do apego, do sentimento, de momentos como esse, que você me abraça para conter as lágrimas que podem molhar sua camisa a qualquer hora. Minha saudade é de ter sua companhia, não só presença. É muito diferente. E veja só, a única solução que encontrou foi a ausência. Por quê, me diz? Se ainda me ama, por quê quer largar o que construímos e ir rumo a lugar nenhum? Sinceramente, eu já não vejo um caminho certo de onde estou. Sinto-me diante de uma névoa opaca, um manto que só consigo lhe ver por entre ela, no fim da minha trajetória. Daqui, não há mais volta. Eu queria só uma explicação, um motivo que justificasse um término de algo que mal começou. Se você não enxerga nosso amor da mesma forma que eu, então me ensina a vê-lo pelos seus olhos? Tenho vontade é lhe dizer tudo isso que sobe-me a garganta, mas adivinha... minha maldita falta de coragem de ser a babaca mais uma vez. Não devia ser assim, se você ainda me ama, como tu diz.
Então fica.
É tudo que o meu peito permite dizer. Sua respiração trava. Seus braços congelam o abraço, o movimento para. Estamos imóveis no meio dos casais que deslizam pelo salão amplo. Nesse momento eu entendo que há algo muito errado entre nós. Por mais irônico que pareça, eu quem faço parte de você e não o contrário. Essa parte minha em ti que me faz ficar aqui. Meu maior medo é que você jamais seja o mesmo sem eu ao teu lado. E de mim, o que restaria? Seria tomada pela angústia de não ser mais aquela que fui um dia, essa que sou até hoje – sua. Uma sensação invade meu corpo e arrepio. Ainda abraçados, você me guia até o lado de fora, onde o luar ilumina um espaço silencioso, com os mínimos sons da natureza que dão vida à essa noite. Você me aninha em teu colo e me deixo chorar junto de ti. Sinto que se limita a apenas me acompanhar, em soluços tão inaudíveis e serenos quanto o jardim que nos rodeia.
Mariana, eu...
Nossos olhos estão fixos, as lágrimas de muito tempo já acabaram com minha maquiagem. Seus olhos brilham fartos do mesmo sentimento. O que faltou em nós para chegarmos o mais perto possível de um para sempre? Eu mal posso acreditar que o destino nos reservou um fim. Por mim, eu jamais sairia daqui, porque eu não entendo o motivo de tudo isso. Tento me desvencilhar do pensamento de que você está deixando o meu amor por outro. E que não há mais nada, a não ser um a laço a se desfazer, um ponto final para se colocar. Mas já não pertencemos à esse mesmo mundo, ou pelo menos você já não entende o quanto te amo. Isso é insuficiente? Meu pranto, minha dor, meu desatino... Isso é pouco para demonstrar que a fragrância que eu amo é a tua, que é o teu sorriso torto que me satisfaz e que no seu colo eu encontro o reconforto do êxtase, da proteção de tê-lo comigo? Todo meu enredo se reduz ao desprezível, e me sinto pequena demais por te amar tanto assim. Nossos corações já não batem na mesma frequência e amor para você tem outro significado que não seja eu. Eu limpo as lágrimas, você tenta sorrir no meio de um soluço. É perceptível que também esteja sofrendo.
Je t'aime.
Sorrimos no pranto. Não me importa se já não sentimos como era antes, se nossa essência se dissipou no ar. Não faz diferença se já não falamos mais a mesma língua. É amor do mesmo jeito e eu...
Eu também... eu ainda amo você.
7 comentários

7 comentários:

Jayssa Silva disse...

Que texto Lindo! Amei.

http://myheart-j.blogspot.com/

Carol disse...

Obrigada pelos elogios flor^^
Já estou seguindo,
Beijos
http://sou-loca.blogspot.com/

Sabrina Machado - Mundo da Moda disse...

Obrigada pela visita flor♥ adorei seu layout, muuuuito lindo *o*

MundodaModa.com / twitter

kisses♥

Daya, Cah e Kath ! disse...

haa claro que vou voltar sempre
e obg por seguir o meu blog
bj
http://floresdemarshmallow.blogspot.com

pinkstar :] disse...

Que texto liiindo!!

Amei muito aqui, e olha que acabei de ver seu blog! Já virei uma fã. Amei muito o conteúdo e o design, que são muito bons.
Já estou seguindo! Adoraria muito se você seguisse meu blog também. Ele é totalmente ligado com o mundo feminino. Se você tiver um tempo, passa lá, e comente dizendo o que achou!

Querida, tem um mini concurso no meu blog, onde tem que adivinhar a cor de esmalte que estou usando, vai lá participar! Você ganha 3 dias de destaque no blog! Corre lá e participa!

Beijos!
www.stylistme.com

DCK disse...

oiii vim pedir a sua ajuda, ta tendo um sorteio no blog vaiearrebenta.blogspot.com e eu queria que vc votasse em mim,e so escrever la nos comentarios"vai e arrebenta(DCK)!!". e vc tbm pode participar. me avisa se votar em mim, ai eu voto em vc, se tiver participando também
aki ta o link da votação http://vaiearrebenta.blogspot.com/2012/02/promocao.html#comment-form

obrigado desde ja
bjss

http://floresdemarshmallow.blogspot.com

Renata disse...

Simplesmente amei o texto! me emocionei...
Você se expressa muito bem :)
Estou seguindo, beijinhos.

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas sua opinião é sempre bem-vinda! Comentários desrespeitosos ou caluniosos serão banidos.
Fique livre para enviar uma sugestão, dúvida ou crítica: entre em contato comigo.
Certifique-se, antes, se a sua dúvida já está respondida no F.A.Q. Obrigada!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...