Comportamento, moda, fotografia, música, textos de amor e dicas. Um Blog com tudo aquilo que adoramos fazer antes de sonhar! – Por Mariana Solis

domingo, fevereiro 16, 2014


Então, você topa?

"Eu poderia levantar você, eu poderia lhe mostrar o que você quer ver
E levar você aonde você quiser estar. Você poderia ser a minha sorte"
– Safe and Sound, Capital Cities
Quero te propor o seguinte: vamos ficar juntos. Sinta-se livre para o sim e para o não. Poucas condições são necessárias. No máximo, preciso do seu amor. No mínimo, da sua confiança. Acredita em mim, querido, se você quiser eu te faço feliz - como você já me faz. Me guarda dentro do seu peito e nos leve na sua memória. Talvez eu não saiba exatamente como, mas há mais tempo do que imagina eu te faço sorriso na minha rotina e paz nas minhas inquietações. Você me trouxe sabedoria com o seu pouco mais de um ano de vivência. Você me trouxe palavras sinceras e com o tempo se fez apoio. E com tudo isso, eu me apaixonei. Me apaixonei pelo seu jeito simples de encarar a vida, pela sua paciência com todos aqueles que vão contra os seus sonhos e pela forma engraçada que você leva a sua rotina, mesmo com todas as tensões. É fácil escrever pensando em você, porque diferentemente de outras paixões, me apaixonar por você é leve, natural e para isso acho que dão o nome de química.
Sem quebra-cabeças: a gente se entende.
Essa é a graça, quando a gente encontra alguém que nos alivia dos pensamentos mais constantes, das sensações mais temidas e do medo do amanhã, passamos a ver a beleza do outro. E do mundo também. Não tão certamente posso dizer que você corresponde, porque de tão natural, você é antes um amigo, desses de não se fazer tanta questão da presença, porque a amizade, mesmo na ausência, se faz força. E aí volto a te perguntar: vem comigo? Não te exijo ser o cara ideal, porque sei - e você também sabe - dos meus defeitos. No nosso lugar, no nosso canto só nosso, te tomo pela mão e te puxo para mais perto de mim, e por capricho deixo meus dedos passearem quase imperceptíveis pelo seu braço, que finjo não ver se arrepiar. Você continua a dizer o que eu quero ouvir, o que me impressiona cada vez mais, porque sei que não é da boca pra fora. Por fim, te agradeço mais uma vez por tudo, como quem realmente é grato pelo momento, porque eu sou. Aí, antes que você complete a sua frase, encosto meus lábios no canto dos seus, onde permaneço por breves e inéditos segundos. Me afasto para ver a sua reação e quem sabe ouvir suas palavras fora do script. Por então basta, agora que você já entendeu o que eu sinto, mesmo que eu não tenha tocado no assunto.
Só em você.
Continuamos indo juntos, como sempre fazemos e te deixo saborear o silêncio das palavras para compreender o barulho estrondoso da sua mente. Talvez você não saiba exatamente o que eu fiz, mas eu sei. Eu mudei a sua interpretação. Te entreguei uma pista, ou dependendo do ponto de vista, uma incerteza. Você evita me olhar e eu tento não demonstrar a minha plena satisfação. Aqui é você quem muda o rumo da nossa história. Você pode me deixar partir ou simplesmente pedir para eu ficar um pouco mais. Pode me ignorar (o que de fato jamais esperaria de você) ou me ligar amanhã para a gente tomar o nosso sorvete ou caminhar no parque. Você pode jogar na real e me perguntar o porquê disso, ou simplesmente entrar no jogo e me beijar sem mais questionamentos. Essa última opção é a melhor.
Você me beija enquanto ninguém nos vê e não me solta da parede enquanto não perco o fôlego. Mais uma vez, você acalma a minha urgência com uma tranquilidade que fez de você paz. Eu ainda estou envolvida demais no seu corpo para acreditar que finalmente tudo está acontecendo. Eu sorrio sem hesitar e entrelaço meus dedos nos seus cabelos negros. Você me envolve com gentileza e sussurra no meu ouvido palavras de amor. Somos interrompidos pela hora de partirmos, felizmente juntos.
Na manhã seguinte, acordo com as memórias fortes da sensação do seu beijo e percebo que você também se sentiu assim - hoje sua mensagem de bom dia é definitivamente diferente. Te respondo com naturalidade, como devemos ser. Não vamos nos ver hoje, mas amanhã ou quarta, quem sabe, podemos ficar a sós. Anseio por ter certeza do que você sente, mas logo percebo que o tempo não é uma questão de urgência. Me calo e espero. Continuamos a nos ver e estou feliz por cada avanço, porém de sentimento você prefere não falar. E compreendo: tudo é surpreendentemente novo, eu só era sua amiga - e há muito tempo você é mais que isso. Até que certo dia você toca no assunto e, até que enfim, você me dá liberdade para ser aquela amiga que precisa de um colo, mas dessa vez, do colo seu.
Você me ouve com um sorriso que vejo por trás dos lábios, até mais profundo que a carne. Você cala minhas palavras com um beijo terno e isso basta. Você me conta o que sente e aí a gente se ama a noite toda. Não é preciso jurar nada, nem paixão, nem amor, nem fidelidade. Juras só dizem do amanhã. Nós já nos amamos hoje.
Com o passar do tempo, nós descobrimos que nunca foi necessário nos planejar acontecer, a gente simplesmente vive e faz acontecer, nesse misto de imediatismo meu com a sua tranquilidade. De vez em quando, faz parte as discórdias, nós começamos pelas diferenças e foi por elas que te amei e amo. Por hora você me passa ciúmes, por outra conto empolgada de uma amigo só para ver a sua reação. Só para não ter dúvidas de que você se importa, como eu importo. Logo a gente se faz gente, e se entende, e se compreende e se pertence. E sem pedir a próxima página deste script, nós já o largamos há muito tempo, porque somos livres para levar nossa história. Eu gosto disso.
Então, meu amor, me diz: você topa?
2 comentários

2 comentários:

Unknown disse...

Quantas vezes irei escrever que amo seus textos? Amo, amo, amo! Fico sem palavras. Seus textos me preenchem.

Www.blogumnovocomeco.blogspot.com

Gustavo Borges disse...

Acho que sou um dos poucos meninos que seguem a risca o blog. E a cada vez que eu leio algum texto seu,me arrepia e em alguns como esse,meus olhos se enchem de lágrima. Você como ninguém sabe o orgulho que eu tenho de ti né? hahaha' Te amo guria! /luv

Postar um comentário

Os comentários são moderados, mas sua opinião é sempre bem-vinda! Comentários desrespeitosos ou caluniosos serão banidos.
Fique livre para enviar uma sugestão, dúvida ou crítica: entre em contato comigo.
Certifique-se, antes, se a sua dúvida já está respondida no F.A.Q. Obrigada!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...